Vigia de Nazaré - Pará - BR.

Vigia de Nazaré - Pará - BR.
400 Anos de fundação

sexta-feira, 16 de dezembro de 2016

SUSTO

Susto!
Já tinha ouvido falar, mas agora comprovei que é verdade.
Habitualmente coloco meus celulares para carregar durante a noite, desligados. Incluindo meu táblet. Só que nesta noite, algo muito grave aconteceu, e me deixou assustadíssimo e com um problema na costela.
 Foi ontem (14-12), por volta das 23hs: 30 mm quando fui até a tomada, pluguei o carregador ao meu tablete, e voltei para cama, onde assistia a programação da TV. Em questão de segundos vi uma nuvem de fumaça branca. Tomei o maior susto, e automaticamente me joguei da cama em direção à tomada, e com todas as minhas forças, arranquei todos os fios que lá estavam plugados.
Ainda fora de mim, sem saber oque estava acontecendo, vi a fumaça aumentando dentro do meu quarto, então vi o tablete no chão, pois havia deixando-o em cima da escrivaninha. Corri e abrir a porta da sacada do meu quarto, estava uma invisibilidade total, aumentei a velocidade do ventilador e o direcionei para a porta.
Então percebi a fumaça densa e alva a se destacar por baixo do céu azul escurecido, era muita fumaça. Só então percebi o cheiro. Um cheiro muito forte de algo químico, foi quando conseguir pegar o objeto que estava muito quente e coloquei para fora, na varanda.
Estava eu em choque, porém logo percebi que o perigo de um eventual incêndio estava longe de acontecer, felizmente. Foi quando notei uma forte dor em minha costela. Ao refletir, concluir que, ao sair bruscamente da cama para puxar os fios, devo ter dado um mau jeito na espinha dorsal. Pois não conseguia me mexer para nenhum lado, que dor incomoda.
... Fiquei horas acordado, pois não conseguia mesmo dormi, com aquele cheiro forte de plástico novo queimado e as dores nas costas, todavia teria que esperar a fumaça, que ainda persistia, a sair de dentro do meu quarto.


No dia seguinte mal conseguia me levantar da cama. E agora? Sem celular, sem contatos, precisava ir ao hospital, mas esta outra parte conto em outro artigo. Entretanto uma coisa agradeço a Deus não ter acontecido o pior, apenas a perda material foi a sequela daquela noite que não há de se repetir, e nada mais.