Vigia de Nazaré - Pará - BR.

Vigia de Nazaré - Pará - BR.
400 Anos de fundação

quarta-feira, 24 de fevereiro de 2016

RUAS DE BELÉM.

No corre-corre da cidade grande, o tempo é inimigo de qualquer para não programada. Mas na cidade das mangueiras, especialmente no centro comercial, as ruas e avenidas se tornam pequenas para tanta gente que transita, no vai e vem. Quando muitas das vezes esbarramos em alguém, e nem temos tempo para pedir “desculpas”.
Porém, eu como um fotógrafo exímio, percebo mínimos detalhes ao longo da minha caminhada. E hoje não foi diferente. Ao passar na Rua 13 de maio, deparei com um enorme buraco em plena calçada, lugar privilegiado para os transeuntes. Fiquei surpreso, porém não é de esperar uma calçada livre e plana para transitar, pois o centro comercial de Belém, há séculos, está esquecido pelas autoridades competentes.


Mas esse buraco foi o exagero do esquecimento. E o pior, eu vi uma senhora escorregar e caio centímetro próximo do referido buraco, por sorte a amiga que a acompanhava a segurou. Para completar a calçada feita de pedra, desgastada pelo tempo, está escorregadia e o nível da mesma já se apresenta no sentido diagonal. Um grande perigo às pessoas que precisam passar por ali.