Vigia de Nazaré - Pará - BR.

Vigia de Nazaré - Pará - BR.
400 Anos de fundação

quarta-feira, 6 de janeiro de 2016

Vigia dos 400 anos

Vigia de Nazaré parabéns pelos 400 Anos de existência, que nesta data histórica nossas autoridades reflitam em buscar um governo voltado para a população, e não apenas a uma “partícula”, que nossos dirigentes procurem soluções para os grandes problemas que assolam a nossa sociedade, e não faça apenas do momento um baluarte de promoção.
Vigia de Nazaré, outrora foi chamada de Vigia, e no princípio eras apenas uma aldeia, com o passar dos tempos deixastes de ser uma cidade pacata, para virar notícias na mídia nacional.
Tuas históricas ruas estreitas, ao passar, contemplávamos teus bangalôs avarandados enfeitados com plantas, flores, nas paredes da sala os retratos dos entes queridos e as imagens dos santos-devotos.
Aí veio o progresso e o crescimento da população desordenado, rasgando teus manguezais, entupindo teus rios e poluindo tuas águas. O peixe é só exportação, pouco fica aqui, tanto é que o “Festival da gurijuba”, aqui não tem mais.
Ruas despedaçadas, praças abandonadas, e os prédios históricos, poucos ficaram para contar a história dos 400 anos da “Vigilenga de Heróis”.    


VIGIA DE NAZARÉ 400 ANOS E NÃO CRESCEU!

Vigia de Nazaré 400 anos e não cresceu!
São 4 (quatro) séculos que teu povo espera (por dias melhores), por empregos para os jovens e senhores jovens que tem filhos pequenos e estudando.
São 4 (quatro) séculos que nossa cidade de Vigia de Nazaré caminha, mas teu povo não “usufrui” das riquezas que tu tens, isto é, não aparece.
Entra e sai “Prefeito”, e o que temos na saúde? Um simples hospital na Barão e uma “residência”, no bairro do Arapiranga, que faz algum atendimento, mas hospital de qualidade, de conforto, de especialidade não temos. Os vigienses vão morrendo e não conheceram das coisas boas que os políticos prometem; fica só na “promessa” dos governantes.
Após 4 (quatro) séculos não temos um “PRONTO SOCORRO “, para atender mais rápido nossa população. - Escolas de Ensino Público de qualidade, com cursos profissionalizantes.
- Concurso público? Cadê o CONCURSO? - Praças com brinquedos, para nossas crianças.
- Onde estão os concursados? Pesquise. Uns estão na feira, outros fazendo “bico” ou pescando. - O CÁS, na frente da cidade...
Lombadas não tem sinalização, etc.
Há muito funcionário na Prefeitura desta cidade “reempregado”. São jovens da 3ª idade que já estão aposentados por tempo de serviço, uns até pensionistas, mas estão lá, nem tem filhos pequenos para criar e estudar, mas estão “reempregados”, tirando a vez do vigiense que quer subir os degraus da escada da vida.
Obs: Peço ao futuro Prefeito da cidade de Vigia de Nazaré, que dê vez para os desempregados, os sofridos e não para os “aposentados e pensionistas”.
Pesquisei o meu bairro, pesquise o seu.
Que neste Natal, Menino Jesus ilumine cada político para examinar melhor sua consciência.
                                                                                         Esterlita Girão   

Esterlita Girão é vigiense, viúva e professora aposentada. Tabalhou nas escolas: Lauriano Gil de Souza (Porto Salvo); Km 41, residência da era Lourdes Maia. Obs. Na época não havia (prédio)... Quirino Santa Rosa; Comandante Castilho França, mais de 15 anos; Presidente Kennedy, curso LÓGOS; Bertoldo Nunes, curso “LÓGOS”, formando professora de 1ª a 4ª série, zona rural; Educandário N. Senhora das Neves, última Escola a lecionar. Na direção das diretoras: Irmã Imaculada e Irmã Laurinha.