Vigia de Nazaré - Pará - BR.

Vigia de Nazaré - Pará - BR.
400 Anos de fundação

terça-feira, 5 de janeiro de 2016

HOMEM DE HONRA


Baseado em fatos reais, o filme homens de honra conta a vida de um jovem negro na década de 1940, que gostava muito de nadar, e aos dezoito anos se alistou na marinha para se torna um mergulhador. – “Nunca desista, seja o melhor.” Essas foram as palavras do seu pai, na hora da despedida, quando Carl deixa a casa em busca de uma vida melhor.
Então alistou-se na Marinha, e lá constatou-se que os negros só trabalhavam na cozinha, e tinham dias específicos para o banho, e Carl pulou na água, dia em que não era dos negros, e chamou a atenção dos seus superiores pela sua habilidade maior, a de nadador, e assim passa a concorre a um lugar na Escola de mergulhador.
A pesar de vários testes, com esforço e determinação, após dois anos de tentativa ele consegue ingressar na escola de mergulhador, e lá, conheceu o oficial que o descriminou e humilhou, como também seus “colegas”, da mesma corporação, que o rejeitarão por ser o único aluno negro. Apesar dos turbulentos momentos conflitantes, o protagonista do filme “Homens de Honra”, Carl Brashear superou todos os obstáculos, mantendo a mesma determinação quando saiu de casa, que era vencer na vida.
Com passar dos tempos o oficial responsável pela formação de mergulhadores que o tratava com desprezo e desrespeito, passou admirá-lo e respeitá-lo. Então, tornaram-se amigos.

O ponto alto da história é quando Carl a bordo de um navio, salva dois dos companheiros da morte, mas para isso, perdeu uma das pernas, e mesmo assim persiste na carreira de mergulhador. Em um tribunal, foi obrigado a vestir e dar cinco passos com uma roupa de mergulhador, que pesava mais de cem quilos, para provar que pode continuar a profissão de mergulhador, agora apoiado pelo ex-chefe. Assim, conseguiu a mais alta patente da Marinha dos Estados Unidos, ao lado de sua espoa e filho.