Vigia de Nazaré - Pará - BR.

Vigia de Nazaré - Pará - BR.
400 Anos de fundação

quarta-feira, 27 de maio de 2015

Meio Ambiente em Vigia

Perguntei à Secretária Municipal de Meio Ambiente a Sra. Rita a respeito do trabalho que está sendo realizado sobre a:
A poluição sonora:
Atuamos diariamente na tentativa de minimizar os problemas ocasionados pela poluição sonora, sendo ciente que esta problemática está afetando a sociedade e causando inúmeros transtornos em nosso Município. Mas vale ressaltar que enfrentamos resistência de alguns proprietários de sons, a se adequarem com as normas estabelecidas pela Lei.
Além disso, a Semma vem notificando os responsáveis para que façam sua regularização junto ao órgão, que está localizada na Trav. José Aragão, 240, Arapiranga (beiradão), assim buscamos diminuir os impactos negativos, causado pelo uso abusivo de equipamentos sonoros no Município de Vigia de Nazaré.
E o lixo?
O lixo é um problema nacional, mas Vigia procura e espera trabalhar com a sociedade a disposição dos diversos resíduos (lixo), o acondicionamento adequado. Mesmo nas residências, áreas comerciais e indústrias. Com base nisso, a Semma desempenha o papel de cobrar, principalmente, para o comercio e indústria a responsabilidade de elaboração de seu plano de gerenciamentos de resíduos sólidos, considerando os aspectos legais nacional, estadual e municipal. Através de sua politica de gestão a Lei nº 12.612 R. S. O que a Semma espera dos munícipes a responsabilidade de colocar o lixo nos dias e horários estabelecidos pela Seinfra, não condicionando os mesmo após a coleta, pois essa prática leva a transtorno em virtude de animais como cachorros, gatos, insetos, ratos e urubus. Principalmente resíduos oriundos de açougues, abatedouros que são dispostos em via pública e espalhado por animais.
Outro agravante é a disposição de restos de construção, limpeza de quintais, quando postos na rua, tornam microlixões a céu aberto, uma vez acrescido por resíduos domésticos. Frisamos que a população pode solicitar a remoção desses lixos e entulhos a Seinfra, por agendamento, contribuindo de maneira consciente com a nossa cidade.
E quanto os areais?
Quanto ao questionamento feito por parte da população, com relação à extração de areia em nosso município, informamos que esta Secretaria vem trabalhando de forma séria e responsável na fiscalização e monitoramento desta atividade, sendo o licenciamento para a mesma é baseada nos critérios legais, estabelecido pela Lei vigente.

A problemática ambiental está em foco há alguns anos, porém as Leis que possibilitam soluções são recentes. Não eximindo a Secretaria de suas responsabilidades. Vale ressaltar que hoje os impactos ambientais existentes no município também foram herdados de gestões anteriores a esta. Finalizou a Secretária.