Vigia de Nazaré - Pará - BR.

Vigia de Nazaré - Pará - BR.
400 Anos de fundação

sexta-feira, 22 de maio de 2015

I Cabano Nº 70

Chegou o INFORMATIVO CABANO  edição de número 70. 

O texto abaixo é uma das matérias desta edição, leia.

Pais e alunos da Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio Santa Rosa se reuniram no último 6 de maio em frente à referida Escola, na vila de Santa Rosa de Lima, há 15 quilômetros de Vigia, para protestar contra a greve abusiva dos professores que já dura 3 meses, deixando os alunos de Santa Rosa sem aula desde o dia 9 de fevereiro, disse uma das mães no protesto.
Porque o Secretario Estadual de Educação e o Sindicato não se juntaram em dezembro e janeiro para fazer este tipo de acordo, quem perde é somente os alunos e nós mães, nossos filhos vão perde o ano letivo, como já estamos na metade do ano e simplesmente a gente fica a mercê de todos. Tivemos que chegar ao ponto de fechar a PA 140 para chamarmos a atenção e pedirmos uma solução urgente, dizem que “a educação está em primeiro lugar”. Que educação é esta? Espero que o Secretário Elenilson Pontes e o Sindicato dos professores sentem para conversar e chegar a uma conclusão positiva, e não para tomar café, finalizou uma das representantes do manifesto.
A manifestação que teve início às 9 horas deixou mais de dois quilômetros de estrada interditada, veículos que vinham para Colares, São Caetano de Odivelas e Vigia ficaram impedidos de passar, assim como no sentido contrário.
A polícia esteve presente para dar suporte aos manifestantes e promover a segurança e ordem no local, já que a pista foi totalmente bloqueada com troncos de árvores e galhos, em toda sua extensão horizontal, impedindo até as motocicletas de atravessarem, mas no decorrer da greve, os manifestantes com a ajuda da PM liberaram a passagem para os casos de emergência, como ambulância e veículos particulares que levavam pessoas doentes.

Após, quase três horas de paralização, a pista começou a ser liberada sem nenhum problema, e os manifestantes esperam que com este ato as autoridades competentes possam olhar com mais respeito os filhos e alunos da Vila de Santa Rosa.


 A seguir a capa de nº 70.