Vigia de Nazaré - Pará - BR.

Vigia de Nazaré - Pará - BR.
400 Anos de fundação

sexta-feira, 3 de abril de 2015

LIXO NO LIXO.

A Sexta-feira da Paixão amanheceu com muito lixo pela cidade, principalmente no centro de Vigia de Nazaré. O descaso não está somente no poder público, mas na consciência de cada cidadão, pois aprendemos deste pequenino que o lixo se joga no lixo e não nas ruas.
Esse legado herdei de meus pais, se bem, que já faz 40 anos quando os ensinamentos vinham em primeiro lugar dos pais, depois, a continuação, aprendíamos na sala de aula. Lembro que além da tabuada, a professora nunca deixava passar uma atitude errada, de cada aluno, se não corrigisse na hora. Eram as regras da vida, do comportamento de cada indivíduo, um reforço recebi que começava em casa.

Tudo bem que os tempos mudaram..., mas gostaria que fosse para melhor, principalmente, se tratando de atitudes individuais. Hoje é tão difícil o tratamento cordial, salvo por uma camada, que foram, de certo, educados pelos pais modernos, mas utilizando uma herança familiar e tradicional, isso é um inicio de uma continuidade aos bons costumes e corretas atitudes.    
Porém, a questão ambiental é um assunto de grande preocupação em todo o mundo, e com grandes proporções nas camadas menos favorecidas. Reflexo da escassez de oportunidades, falta de espaço físico e a questão geográfica, longe de ser igualitária, para o nosso país, isso é impossível.
Mas o que tem haver, geografia com o gesto de jogar lixo nas ruas? Sim, e muito. A mídia bate na mesma tecla, sobre o mesmo assunto. Porém é difícil manter uma promessa ou cumprir o dever, a Lei de causa e efeito. Quando uma população (digo parte dela) não se preocupa com o meio ambiente, jamais vai perceber que as consequências serão como, cuspi na frente do ventilador.
É obrigação de uma comunidade, trabalhar em sintonia com a administração de seu município, essa parceria faz com que ambos andem em uma só direção. A direção de uma construção para o desenvolvimento de um povo, uma sociedade, um município e um país.

Por isto e muito mais, peço, cuide do lixo de sua cidade, este é tudo que você não quer mais. Então seja prudente, inteligente quanto ao seu destino, esse cuidado vai contribuir para evitar a proliferação de doenças, como o mosquito da dengue, e outras doenças, garantindo assim uma melhor qualidade em saúde. Contribuir com o saneamento, principalmente, se a sua cidade, ainda, não tem.
Saiba que uma cidade suja, só traz doenças e a decadência financeira. Qual turista adentrará em uma cidade, cujo aspecto e desprezível?