Vigia de Nazaré - Pará - BR.

Vigia de Nazaré - Pará - BR.
400 Anos de fundação

sábado, 25 de julho de 2015

PONTO DE ÔNIBUS DESABA

Ponto de parada de ônibus desaba
Hoje por volta das 10hs e 55 mm, o teto do ponto de ônibus, localizada em frente à UEPA, desabou. Felizmente não havia ninguém em baixo. Segundo informações a referida parada custou uma “nota” e servia para abrigar os alunos da Universidade.

O incidente aconteceu na manhã desse sábado, em plenas férias e no dia que a Universidade não está em atividade, para felicidades de todos. Observando de perto, podemos confirmar que a estrutura da cobertura (teto) do ponto de ônibus, feita de madeira e telhas de barro, estava sustentada apenas por duas vigas (flexal). Agora fica a pergunta: Onde está o erro? E que isso não venha ser repetido com outras obras.


quinta-feira, 2 de julho de 2015

Nada além da verdade...

Ninguém melhor do que Deus, para olhar por nós, que somos verdadeiros filhos do Senhor.
A ignorância do homem incrédulo massacra os que carregam na frente de suas vidas, a verdadeira razão pela qual vivemos. Sem alma e sem cara os ímpios farão o impossível para reinar, talvez... O mundo anda cansado das hipocrisias, das falcatruas, dos reincidentes, dos homens maus, dos subornos bilionários, das promessas ditas, repetidas e escritas pelos enganadores.
O dinheiro continua sendo a arma mais perigosa do homem. Por isto se mata, rouba, se guerrilha, corroem as famílias e faz a corrupção. Aos fracos, sem voz e poder, as lágrimas chegam disfarçadas num sorriso de clemência. Aos fortes e poderosos, as lágrimas vêm abrindo caminho para vitória.
O poder que é privilégio de poucos, está lentamente destruindo nosso planeta, acabando com os rios, e oceanos.  A floresta Amazônica já não respira mais como respirava há vinte anos. O “pulmão do mundo” começa a ter tumores e insuficiência respiratória.  Não podemos salvar o planeta? Quem falou isso?
É notória a preocupação de cientistas, pesquisadores, ativistas, entre outros com o meio ambiente, o comportamento de alguns países, chamado de “Primeiro Mundo”, são os que mais contribuem para o crescimento do efeito estufa, e consequentemente, o aquecimento global. 
No Brasil, há seca no agreste, enchentes no Norte, falta d’água no Sudeste, uma imensidão de contrastes na rica paisagem da fauna e da flora. Mas além desses contrastes têm os dos homens, e são os que mais doem na alma do povo brasileiros: a intolerância religiosa, racial e a orientação sexual. Um exemplo desses foram às cenas de “horror”, na Avenida Paulista, em São Paulo, na maior Parada GLBT do Mundo, onde misturaram pedidos de respeitos com gestos pecaminosos e blasfêmico.  Sabemos que, na sua maioria, muitos caminharam pela Avenida trajando criativas e, diga se de passagem, ricas fantasias para reivindicar seus direitos. Mas desse jeito!!! Deixou a desejar, e muito.