Vigia de Nazaré - Pará - BR.

Vigia de Nazaré - Pará - BR.
400 Anos de fundação

sábado, 28 de março de 2015

REPA

O REPA é um campeonato que acontece no Estado do Pará, entre o Clube do Remo e o Paysandu Sport Club, são 728 jogos. O clássico acontece entre os mais importantes times de futebol do Estado do Pará, que são o Clube do Remo e Paysandu Sport Club, este campeonato envolve as duas maiores torcida do estado do Pará.
O primeiro jogo, foi realizado no dia 14 de junho de 1914, pelo Campeonato Paraense de Futebol. O Leão venceu por 2 a 1, gols de Rubilar (o primeiro da história do clássico) e Bayma (contra), com Mateus marcando para os bicolores.
Bem, para quem não sabe, o Clube do Remo foi fundado em 5 de fevereiro de 1905. Já o Paysandu é fruto do inconformismo dos integrantes do Norte Clube com a decisão da Liga Paraense, que nasceu em 2 de fevereiro de 1914.
Vale a penas ressaltar que ao longo das décadas o placar histórico desses dois times, que mantêm o aspecto valoroso do futebol paraense está assim:
Jogos: 729 - Vitórias do Remo: 257
Empates: 244 - Vitórias do Paysandu: 228
Total de gols: 1843 - Gols do Remo: 938
Gols do Paysandu: 905
A última partida considerada foi o empate em 0 a 0 no dia 21 de janeiro de 2015.

Não quero aqui, rivalidade e nem discussão, quando ao time do coração, só sei que para mim, eu me orgulho de ser paraense e ter dois grandiosíssimos times capacitados, competentes e dignos de levar o nome do Pará para o Brasil e o resto do mundo. Parabéns Remo e Paysandu.  
Torcidas de Colares e São Caetano de Odivelas.

CARIMBOZEIROS

CARIMBÓ PATRIMÔNIO CULTURAL IMATERIAL BRASILEIRO
2º ESNCONTRO VIGIENSE DA CAMPANHA
A Campanha do carimbó é um movimento cultural e social organizado pelos Mestres, Grupos e Comunidades Carimbozeiras do Pará, responsável pela luta vitoriosa junto ao IPHAN – Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional – para registrar o Carimbó paraense como Patrimônio Cultural Imaterial do Brasil, objetivo conquistado e celebrado no dia 11 de setembro de 2014.
Hoje, após a conquista, o Movimento está promovendo encontros em diversos pontos da Região, com o objetivo de traçar novas alianças para a próxima etapa, que é a discussão comunitária das ações de Salvaguardas dos carimbozeiros em âmbito estadual e nacional.


Em Vigia de Nazaré o encontro aconteceu no dia 28 (sábado) de março, na sede da Sociedade Literária e Beneficente “Cinco de Agosto”. A programação iniciou às 7hs, com um café da manhã, e teve seu termino às 16 hs. , quando  foi abortados vários assuntos, estre eles: proporcionar um espaço de interação cultural entre mestres, grupos e comunidades carimbozeiras; esclarecer as comunidades sobre a finalização do processo de registro do carimbo como patrimônio cultural do Brasil;  realizar a discussão comunitária sobre o plano de salvaguarda do carimbo junto ao IPHAN, garantindo a participação dos mestres e grupos carimbozeiros na definições das ações que podem garantir o efetivo apoio, valorização, difusão e proteção do patrimônio (carimbó); promover ao fortalecimento do protagonismo e auto organização  do movimento carimbozeiro.

Na ocasião foram escolhidos os delegados de cada grupo/entidade para o 1º Congresso Estadual do Carimbó a realizar-se nos dias 15, 16 e 17 de maio, na capital paraense.

quarta-feira, 25 de março de 2015

O SONHO

Hoje, depois de almoçar, assistir ao jornal televisivo e logo... Ao chegar na Ponte procurei uma descida em sua extremidade, e com muito cuidado, desci. Acomodei meus pertences em um lugar protegido da água, e fui até o rio, mergulhei de corpo e alma, sem medo de ser feliz.
Nadei, mergulhei me deliciando daquele momento. As vezes olhava para o céu, com suas nuvens brancas salpicadas por carneirinhos multicores, eram azuis em degradê e tons de cinzas. Hora olhava para o mar, porém, notei que ele não estava naturalmente límpido, podia observar, pequenos poluentes, em toda sua extensão, que pareciam pequenos filetes de ferrugens, não sei ao certo. Mas isso não diminuiu a plena satisfação de um banho majestoso.

Senti meu corpo leve, e a calma que invadia Minh'alma, das brandas ondas da água do mar, tão tranquilo e sereno envolvendo-me em um clima de prazer e satisfação.
Em algum momento avistei um automóvel. Interessante! Um carro..., cujo modelo não consegui identificar, andando pela fina areia, paralelo ao mar, e o pior, vindo em minha direção.

Não titubeei, ao perceber aquele veículo de cor indefinida, como se fosse um filme antigo, com baixa resolução, sai da água, peguei a máquina fotográfica, meu óculos e as chaves, olhando, levemente, para trás observei que as pessoas que estavam no interior do veículo, não me notaram... Então acordei, foi como se minha alma aproveitasse o descanso do meu corpo e saísse para tomar um banho.     

terça-feira, 24 de março de 2015

Deixa isso pra lá...

Jair Rodrigues – Triste madrugada
Próximo de fazer um ano sem Jair Rodrigues, a saudade parece não perceber o tempo do menino brincalhão, sorridente e irradiando muita alegria.
No dia oito de maio de 2014, o Brasil perdeu uma das mais belas vozes da música brasileira, aos 75 anos, Jair Rodrigues morreu em sua residência, em Cotias (São Paulo) vítima de um enfarto do miocárdio, segundo informações da família, o cantor foi encontrado por volta das 10 hs da manhã, na sauna.   

Conhecidos pelos sucessos, como “Deixa isso pra lá” e diversas canções, na maioria em ritmos de carnaval e samba. Uma das suas parcerias de palco era a “Pimentinha”, Elis Regina, com quem, juntos, realizava um show sem igual.  Seus dois filhos, que também seguiram a profissão do pai, Luciana Mello e Jair Oliveira ficaram muito abalados com a noticia, uma vez, que, Jair não apresentava problemas de saúde, fazia checape. Cumprindo sempre com sua agenda de shows.
Triste madrugada, Asa branca, Viola enluarada, Trem das onze são alguns sucessos interpretados por este que será inesquecível, principalmente para os que viveram os anos dourados, as décadas de 70, 80 e 90... “Tristeza, por favor vá embora. Minha alma que chora, está vendo meu fim”...
Cante Asa Branca:
Quando olhei a terra ardendo
Qual a fogueira de São João
Eu perguntei a Deus do céu, ai
Por que tamanha judiação
Eu perguntei a Deus do céu, ai
Por que tamanha judiação
                                 
Que braseiro, que fornalha
Nem um pé de prantação
Por falta d'água perdi meu gado
Morreu de sede meu alazão

Por farta d'água perdi meu gado
Morreu de sede meu alazão

Até mesmo a asa branca
Bateu asas do sertão
Então eu disse, adeus Rosinha
Guarda contigo meu coração

Então eu disse, adeus Rosinha
Guarda contigo meu coração

Hoje longe, muitas léguas
Numa triste solidão
Espero a chuva cair de novo
Pra mim voltar pro meu sertão

Espero a chuva cair de novo
Pra mim voltar pro meu sertão

Quando o verde dos teus olhos
Se espalhar na prantação
Eu te asseguro não chore não, viu
Que eu voltarei, viu
Meu coração

Eu te asseguro não chore não, viu
Que eu voltarei, viu
Meu coração


 Letra: Luiz Gonzaga

sábado, 21 de março de 2015

água

É a época das chuvas, seja por baixo, ou seja por por cima, Exite em todo o Universo, As vezes faz falta, mas, em muitas ocasiões, dói na alma a ausência dela.

sexta-feira, 20 de março de 2015

CHUVAS


A segunda quinzena, do mês de março, está sendo marcado por fortes chuvas, principalmente, na cidade de Vigia de Nazaré, localizada no Nordeste do Pará. Todos os anos, a referida comunidade sofre com este fenômeno, devidos as marés altas, por causa da subida das águas que banham a região.
A maré alta está também associada à lua cheia, mas os pontos de alagamento, sempre ocorrerem em trechos de baixo nível da cidade, as margens dos igarapés e em algumas vias, através de bueiros”. A cidade registra neste período, um alto nível pluviométrico e isso causa uma série de problemas à população, como inundações, alagamentos são os mais comuns deles.

Uma das causas do alagamento é o acúmulo de lixo e entulho próximos dos canais. A primeira atitude para evitar este transtorno é não jogar lixo nas ruas e em terrenos baldios, como plásticos (garrafas PET e sacos), que levam anos para se decompor e impedem o fluxo das águas. Outra medida importante, não se deve jogar móveis velhos, pneus, galhos de árvores ou entulhos nas ruas e perto dos esgotos, além de poluir o meio ambiente, reduz o curso natural do rio.

Dica: - Segundo pesquisadores, manter um jardim na frente das residências ajuda na absorção da água da chuva, facilita a infiltração e diminui as inundações", boa né!

Em tempos de crise de falta de água, aumento da energia elétrica, combustível caro é necessário que colaboremos com o meio ambiente, só assim podemos ter certeza que nesse momento de turbulência, dias melhores virão. Amém!

quarta-feira, 18 de março de 2015

Informativo Cabano: A DESTRUIÇÃO

Informativo Cabano: A DESTRUIÇÃO: F azer justiça com as próprias mãos, nunca foi a melhor maneira de solucionar problemas. Esta prática, tão comum no Brasil, aconteceu na ci...

A DESTRUIÇÃO

Fazer justiça com as próprias mãos, nunca foi a melhor maneira de solucionar problemas. Esta prática, tão comum no Brasil, aconteceu na cidade de Vigia de Nazaré, nordeste paraense, no dia 29 de setembro de 2014.

Começa assim:
Na noite do dia 28 de setembro, em São Caetano de Odivelas, um grupo de pessoas conseguiu pegar um dos assaltantes, de uma quadrilha de quatro, desses “piratas”, que vinham atormentam a vida dos pescadores, e consequentemente, de seus familiares. A polícia chegou a tempo de evitar um lixamento pelos revoltosos, que trouxeram o indivíduo para a delegacia de Vigia de Nazaré. Na manhã seguinte, por volta da 7:30hs, foram pegos os outros três, dois por populares que os amararam e outro foi apreendido em um ônibus na PA 140, segundo a polícia, ele só foi identificado por que estava assustado e sujo de lama, todos foram encaminhados para a mesma delegacia. Segundo a polícia, os quatros são acusados de assalto a mão armada em embarcações e homicídios.
Na cidade, a notícia se espalhou rapidamente, e em menos de 30 minutos, uma multidão concentrou-se em frente à delegacia. A maioria estava revoltada com o descaso das autoridades, que não conseguem solucionar este problema vem se alastrando há muito tempo no mar. A impunidade vem resultando em perdas materiais e mortes de pessoas honesta e trabalhadoras. Pois muitos desses bandidos são presos, porém, passados alguns meses, ou até mesmo dias já estão nas ruas “livres” e voltam a praticar o mesmo crime, disse um pescador revoltado com a situação.
A população inconformada pedia à polícia que deixassem verem os supostos assaltantes, e logo, a polícia atendeu, quando algumas pessoas, vítimas, entraram, e ao vê-los, reconheceram serem os “piratas”. Um pescador vítima dos “piratas”, tem uma bala alojada nas costas, chegou até a delegacia acompanhado do seu filho, veio ver se eram os mesmos que atacaram seu barco e atiraram na tripulação, quando um dos tiros o atingiu, olhou através de uma minúscula janela e reconheceu um deles, não resistiu e começou a chorar, sendo socorridos por policias, pois passara mal.
Esta é a maior revolta da classe de pescadores de Vigia, que resultou na destruição do prédio da Delegacia. Porém, os 4 acusados “Ratos d’agua”, como são chamados, sob a frágil proteção da Polícia Civil e Militar, encorajou, ainda mais, a invasão ao prédio. Uma vez que, apenas, oito militares e quatro civis tentavam acalmar os manifestantes. E por outro lado a integridade física dos acusados, que foram o principal alvo da manifestação.
A “pirataria”, como se conhece os assaltantes de embarcação pesqueira, é um problema que existe já alguns anos nas proximidades de Vigia de Nazaré, assim como em outras localidades, onde a pescaria é a principal fonte de renda de milhares de famílias.
Pescadores e donos de barcos já se foram por ocasião dos assaltos, principalmente quando os meliantes adentram nas embarcações armador com escopetas e/ou armas de fogo, alguns já atirando e matando pessoas trabalhadoras que buscam o “pão de cada dia” em alto mar.
Logo que estes foram reconhecidos por algumas vítimas, a população tentou invadir a delegacia para “linchá-los”, pois os populares sabiam que a polícia iria transferi-los para outra unidade, em qualquer lugar do Estado, então os revoltosos colocaram em frente ao portão da garagem da delegacia, uma carcaça de um veículo, que se encontrava há meses do lado de fora, pelo motivo que em seu interior (garagem) não cabia mais nada, pois havia muitos carros e motos. A intensão foi obstruir a entrada e saída da referida garage, mas, não se contendo, jogam pneus e gasolina atearam fogo.
O clima esquentou, literalmente, a multidão tentava invadir a delegacia, os policiais atiravam para cima, a fim de intimidar os manifestantes, pedras voavam em direção ao prédio Público, quebrando janelas, telhas e vidros, um policial foi atingido por uma pedrada na cabeça, jogaram gasolina em frente à delegacia e depois tocaram fogo, enquanto isso, outro grupo agia pela lateral do prédio, na direção da cela que guardava os detentos. A polícia atirou por várias vezes para cima, a fim de conter a fúria dos populares.
Policias e o Delegado enquanto aguardavam a chegada do reforço solicitado, pediam para os revoltosos que se acalmassem e deixassem a polícia fazer seu trabalho. Mas isso não foi possível, pedras e mais pedras voavam, a polícia recuou, mais manteve a guarda do seu território reagindo com tiros.
Chegando algum reforço, os quatro presos foram imediatamente colocados em uma das viaturas e saíram em disparada, tiros de um lado, Pedras do outro, se confrontavam. Era a vontade de um povo, reivindicando seus direitos e, a da Polícia cumprindo o dever de proteger o ser humano, conforme a Declaração Universal dos Direitos Humanos.
Os acusados foram transferidos de helicóptero para a Superintendência Regional do Salgado, em Castanhal. A invasão à delegacia começou, depois da retirada dos bandidos, quebraram portas, janela, derrubaram caixa d’água e paredes, e logo começaram a saquear os objetos que estavam dentro do prédio, como: bicicletas, 100 quilos de maconha e mais de um quilo de cocaína, além de cinco motos, armas de fogo, computadores, panelas, impressoras, cadeiras, mesas, botijão de gás, entre outros. Depois atearam fogo nos veículos apreendidos, e em uma viatura, danificaram também o carro do delegado. Depois atearam fogo no prédio.
O acontecimento inédito no Município de Vigia de Nazaré foi repercutido no Estado do Pará e Brasil, através da imprensa local e nacional. A população ficou em pânico, a cidade parecia ter mudado sua rotina em segundos, lojas foram fechadas por prevenir supostos assaltos, o Banco do Brasil teve uma das portas de vidro quebrada. De longe se via uma nuvem de fumaça negra, bem em cima da delegacia, que ficou totalmente destruída em poucos minutos.
Após todo este terror, uma grande tropa da Policia Militar, adentrou na cidade, porém usando tática e muitos cálculos, concentraram-se na entrada da cidade, mais precisamente, em frente ao Quartel da PM. A estratégia era não avançar até o local da destruição, para evitar graves conflitos, buscando e preservando a segurança da população. Porém agora, o objetivo era capturar os envolvidos no crime contra o Patrimônio Público e objetos roubados, já que o prédio da delegacia já tinha sido destruído e saqueado por completo.
Daí subgrupos da Polícia, começaram a agir pela periferia, local onde, possivelmente estaria os alvos da polícia. Fechado o cerco, militares começaram a prender várias pessoas que estavam envolvidas, eram homens e mulheres, mais de trinta, todos forram detidos. Com esta operação, foram resgatados motos, bicicletas, computadores, armas e até uma pasta do delegado. Após seis meses, ainda não se ouviu nada a respeito. Graças a Deus!



    


segunda-feira, 16 de março de 2015

REALITY SHOW

A luta individual entre quatro paredes pela conquista financeira, cujo público é quem decide o vencedor. Esse é o jogo que vem acontecendo há 15 anos no Brasil. O reality show mais cobiçado, afinal são 1 Milhão e meio de Reais. A pesar das disputas acirradas, hoje em sua 15º edição, já não alcança o público que outrora conquistava. As intrigas do dia a dia, discussões rotineiras, já não comove tanto quanto antes.
O programa trazido para o Brasil, pela Rede Globo, é uma criação do holandês John de Mol que também criou o The Voice, tais criações já foram negociadas e adaptadas em vários países.
O programa consiste no confinamento de variável de participantes, cujo cenário é uma luxuosa casa cenográfica, vigiados por câmeras 24 horas por dia, os participantes são privados de qualquer conexão com o mundo exterior: sem comunicação com os parentes e amigos, ler jornais ou usar de qualquer outro meio para obter informações externas, é impossível, ou melhor, são regras do jogo.
No começo tudo era novidade. Conflitos, choros, desespero, discussão, desilusões marcaram jogadores que se dispuseram a expor suas vidas íntimas, em quadros diários, para o mundo. E por que não dizer, expor sua intimidade aos telespectadores. Mas todo jogo tem seu fim e nesse, sempre um ganha e outro também. Claro que a bolada maior fica para o campeão.

Espero que nos próximos a direção deste reality, procure inovar, para que não caia, mais uma vez, na mesmice sem fim.

sexta-feira, 13 de março de 2015

SEXTA-FEIRA 13

SEXTA-FEIRA 13 – mitos e superstições
Muitos das superstições ainda convivem por muitos anos com várias pessoas, famílias e comunidades.  A superstição é uma espécie de crendice popular que não possui explicação científica. Elas são criadas pelo povo que passa de geração a geração.
Muitas das vezes, as crendices da sexta-feira 13 atrapalhar a vida das pessoas. Como uma pessoa deixa de fazer determinada coisa num dia desses? Não há explicação científica que prevê que este dia atrai azar. Isto é uma superstição que acaba atrapalhando a vida de uma pessoa.
Exemplo das superstições mais populares no Brasil:
 - Cruzar na rua com um gato preto dá azar;
 - Quebrar um espelho provoca sete anos de azar na vida de quem quebrou;
 - Passar por debaixo de uma escada dá azar;
 - Achar um trevo de quatro folhas trás sorte;
 - Pé de coelho trás sorte;
 - Deixar um sapato ou chinelo de cabeça para baixo pode provocar a morte da mãe;
 - Abrir guarda-chuva dentro de casa pode atrair morte;
 - Toda sexta-feira 13 é um dia perigoso e podem ocorrer fatos ruins para as pessoas;
 - Jogar moedas numa fonte de água pode reali
zar um desejo da pessoa que jogou;
 - Bater três vezes numa madeira pode evitar eventos ruins.
Sexta-feira, fatos que marcaram o mundo.
Coincidência ou não, muitas das tragédias que ficaram marcadas na história mundial aconteceram na “sexta-feira 13”. : Segundo pesquisadores, o Dilúvio aconteceu em uma sexta-feira; Jesus Cristo foi crucificado na sexta-feira da paixão.
Segundo o pseudo- historiador James Churchward, foi numa sexta-feira 13 que Mu, terra de nossos ancestrais foi destruída. Esta seria a origem do medo desse dia. Também, em 13 de dezembro de 1968, que o Governo Militar Brasileiro, decretou o AI-5, suspendendo direitos e garantias políticas, decretou estado de sítio e deu poderem aos militares de fechar o Congresso.
Na Austrália ocorreu o maior incêndio de florestas da história, foi numa sexta-feira 13 de 1939, aproximadamente 20 mil Km de terra queimados e 71 pessoas mortas. Não podemos deixar de citar a queda do avião na cordilheira dos Andes, sexta-feira 13 (1972).
Este ano de 2015 temos apenas três sextas-feiras 13: a primeira foi em fevereiro, hoje estamos vivendo a segunda, e novembro teremos a última do ano. Se sexta-feira 13 é sinônimo de azar para muitas pessoas, então não se preocupem, pois só lhe restam apenas um dia de azar, neste ano.




quinta-feira, 12 de março de 2015

MÃE DA IGREJA

Mãe da Igreja
Embora para muitos, de religiões contraditórias, as do Cristianismo, Maria é a representação feminina dos filhos de Deus, na igreja e em todos os povos do mundo.
Sua imagem percorrer todos os lugares do planeta, em diferentes formas e com nomes diversos, mas é certo que em cada lar, em cada igreja, cidade ou país, Ela é apenas única, a mãe de Cristo.
Senhora do Rosário, Fátima, Imaculada Conceição, das Neves, Aparecida, Izabel, dos nós, Edwiges, Rosa, Glória e por aí vai..., são alguns dos milhares de nomes que Nsa. Senhora Recebe pelo sue filhos terrestres.
Que em todos os dias de nossas vidas, nos conscientizamos, de que, Nossa Santíssima Senhora de Nazaré, Mãe de Jesus, tenha absoluta importância de tê-La em nossos corações.
Perdoai Senhora àqueles que enquanto seus corações não forem totalmente despojados de nós mesmos, de nossa soberba e orgulho, vaidade e vanglória, autoconfiança e arrogância, prepotência e presunção, amor próprio e reputação, desejo de aparecer e de ser elogiado e etc. Deus não terá espaço em nossa alma para fazer “sua obra”, isto é, torna-nos à imagem e semelhança de seu filho (Rm. 8,29) e gera-lo como o pode fazer em Maria.
Peço à Virgem Maria que abençoe e perdoe àqueles que não veneram o seu Santíssimo nome, porque “consentiria o meigo Jesus de Nazaré que sua morada puríssima, o céu esplendido onde por nove meses repousara, a estatua viva esculpida pelo próprio criador, ficasse nessa terra de exílio? Por ventura o Rei dos exércitos esperaria o fim dos tempos para que a corte celeste prestasse homenagem reais à sua Mãe? Não, pois era mister que a humanidade reconhecesse quando era considerada uma mãe tão extremosa” (nota 22 Tm p. 314).
A Assunção de Maria é a vitória da vida sobre a morte, da esperança sobre o pessimismo, do sofrimento sobre o prazer, da humildade sobre a soberba, do amor sobre o egoísmo, da pureza sobre a luxuria, da mansidão sobre o ódio, da bondade sobre a inveja, da solicitude sobre a preguiça, do bem sobre o mal... da paz sobre a guerra.
Neste período em que presenciamos tanta maldade, tanta corrupção, tanta falsidade, em plena quaresma, que Maria cubra com seu sagrado manto todas as família do mundo, protegendo-as e livrando das catástrofes, ceifando milhares de pessoas inocentes.   
Rainha do céu e da terra, rogai por nós pecadores.


(Inspirado na Bibiografia: A mulher do Apocalipse – Ed. Loyola).

terça-feira, 10 de março de 2015

Sta. Rosa - Vigia

Belíssimos igarapés, na sua maioria, são encontrados no Norte do Brasil, em especial, no Pará. Entre eles, o Igarapé localizado na Vila de Santa Rosa, há quinze minutos de Vigia de Nazaré. É o Balneário de Santa Rosa, frequentadíssimo, principalmente, nos finais de semana.
Água fresca e transparente chama a atenção do turista que ali chega, são centenas de pessoas que visitam o local, na sua maioria, famílias completas se deslocam para se deliciar desta reserva ecologicamente correta.  

Cercado por lindas e altas árvores centenárias, oferece sombra e um ar puro de dar inveja a qualquer outro lugar. Há também os bares e restaurantes, onde o turista pode degustar dos mais variados pratos típicos da região, como a caldeirada de gurijuba, o caranguejo toc toc, moqueca de cação, peixe frito entre outros.

segunda-feira, 9 de março de 2015

EDIÇÃO DE FEVEREIRO

A edição especial de carnaval do mês de fevereiro traz as informações do melhor carnaval de Vigia de Nazaré, nordeste paraense. Nela estão os blocos tradicionais, de micareta, e escolas de samba, além de noticias que foram destaque na imprensa local. Entre eles, está o bloco das Virgienses, com aproximadamente 100 mil pessoas, é o maior da Região Norte.
São homens que se vestem de mulher para brincar o carnaval, considerado uns dos melhores do Brasil. Conhecido como “As Virgienses”, há trinta anos vem atuando no cenário cultural do Município, é o ícone do carnaval, onde todo ano é esperado sempre na segunda-feira.

Outro bloco de grande relevância deste carnaval é o Bloco do Tatu, o queridinho do Bairro do Arapiranga, mais de quatro mil abadás são vendido, logo no primeiro dia que o bloco vai para a avenida. É o carnaval de Vigia. Nesta época a cidade fica pequena para tanta gente que chega por aqui, e sempre cabe mais um. Até o próximo ano.













sexta-feira, 6 de março de 2015

AS CHUVAS E OS PREJUÍZOS

Chuva...  chegou à época dela.
Hoje a cidade de vigia amanheceu debaixo de fortes quedas d’água, prejudicando muita gente que ficou ilhada em vários pontos da cidade, sem poder sair, principalmente, para trabalhar. Muitas mães deixaram de levar seus filhos nas escolas e com isso, a manhã, praticamente, foi toda perdida.   
Todo ano é a mesma cena, e se repete com maior gravidade. Uma boa parte deste estrago, com certeza, dar-se ao crescimento desordenado, principalmente, na zona urbana, partes baixas, e as inúmeras construções, em ritmos acelerados, nas  antigas várzeas do córrego da Rocinha, sobre o qual corre a passagem Natal, e as transversais da Rua Magalhães Barata. Do outro lado, é ainda pior, as travessas que ocupam o Bairro do Bariri, entre outras que circundam o Igarapé da Rocinha ficam totalmente inundadas. Nesta área, são mais de mil famílias, cujas casas são alteadas e as ruas permanecem no nível mais baixo. É a solução encontrada para preservar os bens adquiridos, como geladeira, fogão, cama e etc.
Estas regiões em que ficam as casas evacuadas, até hoje, são áreas crítica de alagamentos. Sendo seus moradores os mais prejudicados, sofrendo as consequências do tempo, nesta época.
 Mas o problema não está somente nestas áreas citadas acima. Sabendo que, aproximadamente, três quartos da cidade fazem confluência com os Rios: Tujal, Guajará Miri e Açaí. Sofrendo assim, forte influencia desses. Então, são nestes pontos geograficamente falando, que há maior entrada de água para dentro da cidade.
Veja que após a diminuição das chuvas, sai para ver alguns pontos alagadiços que estavam já em processo de secagem.

quinta-feira, 5 de março de 2015

OS QUARENTA DIAS

A quaresma é a principal celebração do cristianismo, começa na Quarta-feira de Cinzas e termina no Domingo de Ramos. Daí vem a Páscoa, no domino depois do de Ramos. Significa a ressurreição de Jesus Cristo, quando é praticada desde o século IV.
É durante os 40 dias que antecede a Semana Santa e também a Páscoa, que os católicos-cristãos fazem reflexão e retiro espiritual, onde se recolhem em orações para lembrar os quarentas dias que Jesus Cristo passou no deserto, assim também, como os sofrimentos suportados na cruz.
A cor roxa, usada pelos cardeais, padres entre outros, simboliza tristeza e dor. A quarta feira de cinzas é um dia usado para lembrar o fim da própria mortalidade. É costume serem realizadas missas onde os fiéis são marcados na testa com cinzas. Esse simbolismo faz parte da tradição demonstrada na Bíblia, onde vários personagens jogavam cinzas nas suas cabeças como prova de arrependimento.
Jejum, esmola e oração
Quanto aos costumes, ainda hoje, famílias mais antigas e conservadoras mantém hábitos tradicionais, ainda mais antigas e se privam de prazeres durante toda a Quaresma. Estes e outros, como: não ouvir músicas, não comer carne vermelha, abstinência, fazer uma boa ação, visitar os enfermos, levar a palavra de Deus àqueles que precisam, não comer doces, ler a bíblia e outras coisas que purifique a alma e fortaleça o corpo.

Na Bíblia, o número quarenta lembra os 40 dias de dilúvio, quarenta dias de Moisés no Monte Sinai, 40 dias de Jesus no deserto antes de começar o seu ministério, 40 anos de peregrinação do povo de Israel, no deserto etc.

quarta-feira, 4 de março de 2015

SP CENÁRIO DE GRANDES FUNERAIS

  
Nos últimos dez anos, muitos famosos brasileiros do meio artístico e televisivo, já se foram. Não seria possível descrever aqui todos, mas no momento sito alguns: Dercy Gonçalves, julho de 2008 (SP). Hebe Camargo, em setembro de 2012. Em 2014, José Wilker, abril. Paulo Goulart em março e Hugo Carvana em outubro, deixando assim, a TV brasileira mais carente de grandes talentos. Não podemos deixar de citar aqui uma pessoa que não é brasileiro, mas deixou um grande rastro de carisma e fãs, Roberto Bolaños, criador de personagens como Chaves e Chapolin.
A dor é igual para um familiar, amigo ou simplesmente um fã. Eu a
Dercy Gonçalves

Dona Summer

Hebe Carmargo

José Wilker

José Rico
dmito que ao tomar conhecimento da morte da Diva das discotecas, Dona Summer (maio de 2012) chorei, ela marcou profundamente minha adolescência, ou melhor dizendo, uma das melhores fases da minha vida.
A ouvir aquela noticia, um forte e frio sentimento dominou meu corpo, pareceu que minha veias estavam congelando, senti um vazio em Minh'alma.  
Agora em 2015, o ano iniciou com notícias péssimas, e como se não bastasse, ao iniciar o terceiro mês, recebemos mais essa, que com certeza, uma legião de apaixonados pela música sertaneja, não gostariam de ouvir. Foi a morte de José Aves dos Santos, que fazia dupla com Milionário. José Rico faleceu na manhã do dia 3 de março, em Americana (SP)

Sua morte provocou grande comoção no mundo fonográfico brasileiro, na sua maioria, no sul e sudeste, região onde é maior o número de simpatizantes por este estilo, o Sertanejo. Famosos como Leonardo, Michel Teló, entre outros foram prestar sua última homenagem ao amigo.

terça-feira, 3 de março de 2015

CARNAVIGIA14

Relembramos alguns momentos do Bloco "As Virgienses", no carnaval de Vigia de Nazaré de 2014. Este é o maior Bloco, onde todos os anos arrasta mais de 100 mil pessoas. São homens vestidos de mulher com suas fantasias coloridas e muita reverencia.
É na segunda-feira gorda que As Virgienses invade, literalmente, as históricas ruas da cidade que não dorme.  

segunda-feira, 2 de março de 2015

A CHUVA E OS PERIGOS

Longo período de sol e calor enfrentamos, principalmente, nós os nortistas. Agora é chegada a época molhada, ou melhor, dizendo, as chuvas, parceira inseparável das enchentes e alagamento. Pois é nesta época que devemos ter maior cuidado com a saúde, as chuvas trazem lixos e entulhos que encontra pelos caminhos até os bueiros, rios e igarapé.
Acumulando toda a sujeira, com isso, serve de banquete para os ratos, principal sobrevivente dos resíduos sólidos urbanos, na maioria das vezes, domiciliar, que são resto de comidas, papel higiênicos, garrafas pets, entre outros que alimentam um universo de pequenos insetos, que podem ser de alta periculosidade ao ser humano, como é o caso do mosquito da Dengue, hospedes de latas, garrafas e todos os utensílios que pode vim a acumular. Saiba que um mosquito desses, pode picar até dezenas de pessoas em poucas horas. Além do Aedes aegypti, tem as tropas dos zunidos, os pernilongos, que aqui (Região Norte), são nossos conhecidos como carapanã.
A educação ambiental é um assunto que venho falando sempre em meus textos, pois não é somente de competência de uma administração pública, que vamos garantir a segurança na saúde de uma comunidade ou de um povo. Devemos principalmente, em primeira mão, cuidar do nosso ambiente, seja por dentro (interior da casa), ou por fora (quintal, jardim, garagem...),
As campanhas preventivas, já nem são precisas, porém muita gente ainda ignora o perigo de uma contaminação através de um inseto, que às vezes, parece inofensivo, isso porque poucos ainda não se interessam em cuidar melhor do seu lixo, acumulando entulhos e causando um grande surto de proliferação, principalmente, do Aedes.


 
garça procura alimento depois da chuva no igarapé poluído.

domingo, 1 de março de 2015

AVOADO em Vigia.



Que bom aproveitar os pequenos momentos de nossas vidas, talvez esses “pequenos” momentos, fazem toda a diferença no nosso cotidiano. Encontros, situações, momentos de lazer, ou, simplesmente, o acaso. Foi assim, em um sábado, no espaço cultural, degustando uns peixinhos (piaba), assado e acompanhado com farinha. O típico “avoado”. Peixe fresquinho assado na hora com limão e pimenta. Uma delícia, mais ainda rodeados de amigos.

A vida é assim, cheia de surpresas, quando nos oferecendo alegria, decepções, emoções, repúdio entre outras situações que só o tempo dirá. Mas uma coisa é certa, viver a vida de forma honesta, digna, moral e amorosa é a melhor receita para se dar bem, consigo e os demais.