Vigia de Nazaré - Pará - BR.

Vigia de Nazaré - Pará - BR.
400 Anos de fundação

sexta-feira, 16 de junho de 2017

CORPUS CHRISTI

Dia de Corpus Christi na cidade de Vigia de Nazaré, uma tradição que se repete a 401 anos.


Na noite desta quinta-feira, na cidade de Vigia de Nazaré, uma multidão de católicos participou da festa de Corpus Christi, em 15 de junho. A missa que deu início à procissão aconteceu em frente à pequena capela da av. Barão de Guajará. Apesar da forte chuva que caio antes, durante e depois não diminuiu a força dos fieis em festejar este dia de tão significado às famílias vigienses.
Por outro lado, os tapetes, cuidadosamente, desenhados sobre as ruas por onde passa a procissão foram devastados pelas águas que caíram do Céu, não tirou o brilho deste acontecimento que celebra o Mistério da Eucaristia, o Sacramento do Corpo e do Sangue de Jesus Cristo.


A festa religiosa foi conduzida pelo pároco de Vigia de Nazaré, Padre Carlos que celebrou missas em vários pontos de paradas, aonde um palco improvisado servia de altar para a solenidade cristã.
Na procissão banda musical, alunos das escolas municipais, estaduais e do setor privado levavam bandeias cívicas e de instituições, assim como grandes faixas, com dizeres: “Fica com nossas famílias Senhor”; “Viver a eucaristia, alimento da família” ente outros.    

A festa de Corpus Christi acontece sempre 60 dias depois do Domingo de Páscoa ou na quinta-feira seguinte ao domingo da Santíssima Trindade, em alusão à quinta-feira santa quando Jesus instituiu o sacramento da eucaristia.    

quinta-feira, 15 de junho de 2017

Vigia Corpo de Cristo

Pároco conduz o Sacramento

Uma multidão de católicos participou da procissão de Corpus Christi na cidade de Vigia de Nazaré, nesta quinta-feira (15) de junho. Apesar da forte chuva que caio antes, durante e depois, não diminuiu a força dos fieis, que caminhavam pelas ruas, movidos pela fé em Cristo.
Mas os tapetes, cuidadosamente, desenhados sobre as ruas por onde passa a procissão foram devastados pelas águas que caíram do Céu, não tirou o brilho deste acontecimento que celebra o Mistério da Eucaristia, o Sacramento do Corpo e do Sangue de Jesus Cristo.

A festa religiosa foi conduzida pelo pároco de Vigia de Nazaré, Padre Carlos que celebrou missas em vários pontos de paradas, onde um palco improvisado servia de altar para a solenidade cristã.
Na procissão banda musical, alunos das escolas municipais, estaduais e do setor privado levavam bandeias cívicas e de instituições, assim como grandes faixas, com dizeres: “Fica com nossas famílias Senhor”; “Viver a eucaristia, alimento da família” ente outros.    

A festa de Corpus Christi acontece sempre 60 dias depois do Domingo de Páscoa ou na quinta-feira seguinte ao domingo da Santíssima Trindade, em alusão à quinta-feira santa quando Jesus instituiu o sacramento da eucaristia.   

quinta-feira, 18 de maio de 2017

Imprensa

EDITORIAL MAR/ABR 17

Começo este editorial falando do Dia Mundial da Liberdade de Imprensa, ocorrido no dia 3 de maio. Atualmente vivemos na Era do Conhecimento, em que o domínio de processos e informações agrega grande valor nas relações, tanto pessoal quanto profissional. O Quarto Poder, todo cidadão conhece. Consegue a todo o momento, pressionar e ajudar na elucidação de fatos importantes, retratada através do rádio, televisão e jornal.

No contexto global, observamos o mundo parecer de “cabeça para baixo”, sem rumo, sem direção. Como no filme: “Tá todo mundo louco”, dirigido por Jerry Zucker, uma corrida atrás de milhões. Diferente desse, aqui no Brasil muitos políticos e/ou não precisa participar de tal corrida. Sentados mesmo, conseguem “embolsar” milhões.
No próximo ano acontecem as eleições para deputados estaduais e federais, governador, senador e presidente. Contudo, as articulações já vêm se definindo. Em uma verdadeira “corrida”, como citei anteriormente. E as visitas dos pressupostos, já começam a chegar. Mas olhem este momento com delicadeza, e muita atenção. Pois, graças a IMPRENSA todos são informados da crise destrutiva que assola o País, sendo movido pelo pânico da corrupção, vestido de escândalos, com direito a prisão domiciliar, joias, carros importados e e t c. 

Mas acredito que ainda tem um jeito, uma saída: a Educação é o alicerce de um país emergente como o Brasil, que necessita descobrir em cada brasileiro um dom e fazer com que esse dom seja para o bem dessa nação, nação essa que não se cansa de clamar por justiça, que ainda vota em um candidato e mantém nele a esperança de que esse candidato olhe para quem o elegeu, e só conseguimos isso tudo, se tentarmos pressionar através dos meios de comunicação, e da força do povo.

domingo, 7 de maio de 2017

As chuvas

A forte chuva que cai em Vigia de Nazaré nos primeiros dias de maio. está dando o que falar. Muitas ruas e avenidas no centro da cidade,  ficam assim totalmente submersas. Uma das causas são os bueiros entupidos. Isso dar-se ao volume de lixo que entra nos esgotos, impedindo assim a passagem da água da chuva.


Este problema passou a ser algo comum na vida da população. Infelizmente, todo o ano é a mesma coisa: entre os meses de dezembro e junho, os noticiários são tomados por problemas relacionados com a elevação dos cursos d´água, principalmente com as chuvas e a inundação de casas e ruas, desencadeando uma série de tragédias que, quase sempre, poderia ser evitada.





A começar com a participação ativa da população, que deve se responsabilizar com os resíduos sólidos, produzidos nos lares.